Como fazer jardins ecológicos, de volta ao natural

Todos os dias, mais pessoas preferem os jardins ecológicos aos tradicionais, devido à maior consideração pelo meio ambiente e pelos melhores resultados. Esse tipo de jardim permanece fiel aos processos naturais, mostra alto respeito à sustentabilidade ambiental e rejeita o uso de produtos químicos, minimizando sempre o gasto de energia .

Legumes orgânicos sem sair de casa

Se o jardim é espaçoso, uma idéia alternativa muito popular com grandes benefícios é o plantio de um pomar. Uma cultura orgânica que melhorará todo o jardim e nossa qualidade de vida. Para esta tarefa, você pode usar uma base quadrada, uma plantadeira grande ou delimitar um espaço com estacas de madeira ou garrafas de vidro com a base voltada para cima.

É importante afastar o jardim das árvores que retiram a água e evitar paredes que possam evitar a luz do sol. A parte mais ensolarada deve ser para o plantio de tomate, pimentão e frutas, enquanto vegetais como alface, espinafre, brócolis ou feijão estariam localizados no espaço mais sombrio. Cada tipo de planta requer seu nível de água, exposição ao sol e autocuidado. Para livrar pragas de vegetais, as plantas aromáticas mencionadas acima também podem ser cultivadas. Devemos ter em mente que, durante o inverno, precisaremos de proteção adequada contra o vento ou baixas temperaturas.

O solo deve ser removido bem antes do plantio e enriquecido com composto caseiro para que os produtos orgânicos cresçam mais naturais e saborosos. A longo prazo, foi demonstrado que o jardim urbano ecológico é uma economia e a qualidade das frutas e legumes é geralmente excepcional.

Idéias que transformarão seu jardim em um espaço único

Outras propostas a serem consideradas no seu jardim ecológico são: promover a vida selvagem de pássaros e outras espécies, adicionando atrações como bebedouros, incorporando um lago, possuindo vários tipos de árvores, usando vasos biodegradáveis ​​ou, na sua falta, no fundo do poço. Garrafas de plástico, a integração de plantas de kokedama (uma bola de musgo que cobre as raízes que substituem a panela) e mantém a grama por mais tempo para evitar o uso excessivo de cortadores de grama.

Jardinagem é uma prática muito satisfatória, uma tarefa criativa que nos proporciona um espaço de grande beleza sem sair de casa, além do passatempo favorito de muitos amantes da natureza. Tornar este espaço um local privilegiado em sua casa com pequenas incorporações ecológicas será um prazer e um desafio ao mesmo tempo.

Vantagens do jardim ecológico

Um jardim ecológico controla automaticamente pragas de insetos, quebrando o hábito de exterminar todos os tipos de seres vivos que encontramos. Alguns, como abelhas ou centopéias, alimentam-se de pequenos parasitas, que afetam negativamente as plantas, deixando-as viver respeitando o micro habitat do nosso jardim. Se formos forçados a agir contra uma praga específica, podemos fabricar inseticidas à base de alho ou tomate que não usem nenhum composto químico. Um jardim ecológico se destaca, portanto, como um espaço mais natural.

Um conceito muito importante nessa nova prática é o da biodiversidade. É mais benéfico para o jardim ter a maior variedade possível de plantas, vegetais e até seres vivos.

O ótimo atendimento e desenvolvimento de um jardim ecológico abrange três premissas básicas: o uso de fontes de água e luz, o não extermínio de insetos e a dieta natural do substrato.

Fazer uso responsável da água usada para irrigação seria o primeiro ponto a ser atacado. Da mesma forma, fatores podem ser levados em consideração para otimizá-lo, começando com a escolha de plantas que não precisam de muita água se nossa terra estiver seca. Para esse fim, recomenda-se a escolha de plantas nativas . A instalação de contêineres localizados sob as calhas do telhado ou tambores distribuídos pelo jardim para aproveitar as chuvas contribuirá positivamente para essa economia. O uso da luz também requer uso eficiente; Muitos estabelecimentos vendem painéis solares que transformam a energia solar em uma fonte de luz. Ao colocar duas ou três lâmpadas em locais estratégicos, os painéis serão nutridos pela luz solar durante o dia para fornecer iluminação noturna ao jardim. Outra opção é o uso de lâmpadas economizadoras de energia.

Conclusões

Em um jardim ecológico, as pragas são controladas naturalmente pela adição de plantas aromáticas que as repelem. Falamos de alecrim, calêndula, sálvia, tomilho, manjericão ou camomila, entre outros. Essas plantas amigáveis ​​não apenas darão um toque mais variado e colorido ao jardim, mas também serão responsáveis ​​por afastar os microorganismos que podem ser prejudiciais.

O primeiro passo na aventura de criar um jardim com essas características é o conhecimento da terra em que vamos trabalhar. Para fertilizar e fertilizar o substrato, são necessários apenas produtos naturais: fertilizantes, esterco ou o chamado composto caseiro. Trata-se de desenvolver uma amálgama que resultará em uma fonte muito benéfica de nutrientes para o solo. A primeira camada, que servirá de base, será composta por elementos secos, como folhas e cascas, a segunda é o resultado de restos de culturas verdes, a próxima de estrume e a última camada deve conter elementos orgânicos que enriquecem a mistura, como a casca de ovo triturada. Este fertilizante natural deve ser constantemente umedecido e o processo dura aproximadamente três meses. Ao combinar carboidratos, umidade, nitrogênio e outros elementos, ajudaremos a enriquecer o solo em que nossas plantas crescerão fortes e saudáveis. Claro, sem produtos químicos.

Se você quiser ler mais artigos semelhantes a Como fazer jardins ecológicos, de volta ao natural, recomendamos que você entre na nossa categoria de Cuidados com o jardim.

Recomendado

Alelopatia: o que é, tipos e exemplos
2019
Meu gato sangra pelo nariz, o que eu faço?
2019
Como medir a temperatura de um gato?
2019