Cuidado da afelandra

A afelandra é uma planta pertencente à família Acantaceae, que por sua vez pertence ao gênero Aphelandra. Possui mais de 200 espécies, quase todas com origem no Brasil, mas com as condições certas para serem cultivadas em qualquer lugar do mundo. Os principais são aphelandra acutifolia, aphelandra squarrosa, aphelandra sinclairiana ou aphelandra tetragona, entre outros.

Também é conhecido como "Añilillo" e é uma planta doméstica muito atraente, graças ao verde brilhante de suas folhas, que contrasta dramaticamente com o creme branco dos nervos. Possui pontas terminais, de onde vêm as flores, geralmente amarelas, laranja ou rosa. Floresce na primavera e no verão se os cuidados que recebe são adequados. Neste artigo, explicamos quais são os cuidados da afelandra.

Cuidados principais da afelandra

  • Localização: deve estar em uma sala iluminada e quente, em uma panela grande. Se você pegar muito sol, as folhas cairão, portanto evite os raios do sol diretamente.
  • Temperatura: Idealmente, durante todo o ano, a temperaturas entre 15 e 25ºC, com alta umidade ambiente.
  • Solo: o mais adequado é o composto de uma parte da cobertura morta, outra de areia e duas de turfa.
  • Transplante: se você fizer isso deve apenas na primavera, pois é pelo menos sofrido.
  • Irrigação: tem que ser frequente para que a terra esteja sempre molhada e não seque, mas impedindo que ela inunde.
  • Poda: você não precisa, mas é bom cortar a haste floral quando ela murchar, para que surjam novas brotações.
  • Fertilizante: aplique um fertilizante mineral a cada duas semanas durante o verão.
  • Pragas e doenças: se você mora em um ambiente muito seco, estará sujeito a ataques de cochonilhas e pulgões.
  • Multiplicação: é feita a partir de estacas das hastes que brotaram durante a primavera.

Se você quiser ler mais artigos semelhantes ao Cuidado da glândula, recomendamos que você entre na nossa categoria de Cultivo e cuidados com as plantas.

Recomendado

Decoração ecológica
2019
O que um pardal come?
2019
Por que meu cachorro não quer brincar?
2019