Diferenças entre alimentos orgânicos e naturais

Enquanto os alimentos orgânicos são naturais, o mesmo não pode ser dito ao contrário. No entanto, essa afirmação também não é totalmente verdadeira, pois a certificação orgânica é baseada em um sistema que permite exceções que alteram o produto. Neste artigo, explicamos quais são as diferenças entre alimentos orgânicos e naturais.

Principal diferença entre alimentos orgânicos e naturais

Idealmente, um produto orgânico é uma garantia de que ele é natural, entendendo o termo como a ausência de alterações artificiais em seu cultivo, criação ou processamento. Por outro lado, quando o termo natural é usado em uma rotulagem, nada nos garante o que realmente é.

Ao avaliar a quantidade natural de um produto orgânico, devemos levar em conta que as certificações são concedidas a produtos que atendem a um determinado regulamento, o que em muitos casos significa uma certa margem de permissividade no uso de produtos químicos como pesticidas para enfrentar situações que não foram resolvidas com métodos ecológicos ou simplesmente porque estão incluídas na lista de pesticidas, antibióticos, hormônios do crescimento, etc. permitido.

Portanto, na prática, pode haver produtos naturais que são orgânicos sem certificação e produtos com seu logotipo que, na realidade, não são totalmente naturais.

Embora a certificação não garanta total ausência de produtos químicos, para fins práticos, é muito útil distinguir entre produtos orgânicos, embora com prazo flexível, e aqueles que são simplesmente vendidos como naturais por não serem processados. frescos, nem mais nem conservantes.

Se você quiser ler mais artigos semelhantes às diferenças entre alimentos orgânicos e naturais, recomendamos que você entre na nossa categoria de alimentação saudável.

Recomendado

8 tipos de melão
2019
Suplementos naturais para gatos
2019
Por que o ar é importante para os seres vivos
2019