Doenças mais comuns no bulldog inglês

Veja arquivos para cães

Você sabia que o bulldog inglês foi inicialmente empregado como um cão de combate? Estamos falando do século XVII e, entre esse estágio e o contemporâneo, foram feitas inúmeras cruzamentos até obtermos o bulldog inglês que conhecemos hoje.

Sua aparência destaca o focinho achatado e os olhos redondos e expressivos, as orelhas são curtas e a cabeça tem várias dobras que lhe conferem uma aparência adorável. É um cão muito seguro, corajoso, sociável, calmo e adequado para a vida familiar, especialmente quando há crianças em casa.

Acolher um bulldog inglês é uma excelente decisão, mas também carrega uma grande responsabilidade e é a assistência médica do nosso animal de estimação. Deseja saber quais são as doenças mais comuns no bulldog inglês? Neste artigo Animal Expert, mostramos:

Problemas oculares

Os olhos do buldogue inglês são especialmente delicados e, como resultado, esta raça apresenta um risco especial de sofrer as seguintes doenças oculares:

  • Ectrópio: O ectrópio em cães é uma doença na qual a pálpebra viaja para fora, comprometendo a saúde da parte interna da pálpebra que agora está em contato com o ambiente externo. É uma doença com bom prognóstico, mas cujo tratamento veterinário é essencial.
  • Entrópio: Entrópio em cães é a situação oposta à anterior. Nesse caso, a borda da pálpebra se curva e fica para dentro. Essa situação é caracterizada pelo contato dos cílios com o globo ocular, o que causa principalmente irritação, dor e dificuldade em manter os olhos abertos. O entrópio é tratado graças a uma intervenção cirúrgica.
  • Ceratoconjuntivite: Esta doença pode causar sérios danos ao globo ocular se não for tratada a tempo. A ceratoconjuntivite causa inflamação nas glândulas lacrimais, na conjuntiva e na córnea. Esta doença causa secreção mucosa, vermelhidão e até úlceras na córnea. O tratamento consiste na aplicação de colírios hidratantes e antibióticos, embora, em alguns casos, você também possa ir à cirurgia.

Problemas respiratórios

O focinho chato do bulldog inglês, juntamente com sua cabeça larga, causa um fenômeno conhecido como síndrome braquicefálica ; essa síndrome causa uma respiração ruidosa, o que é normal devido à distribuição e tamanho das estruturas respiratórias; no entanto, também causa problemas que devem ser resolvidos. tratado e manifestado através dos seguintes sintomas:

  • Respiração forte, ronco aumentado ou vômito
  • Angústia respiratória, membranas mucosas azuis
  • Respiração nasal contínua, que também é realizada com a boca aberta

Diante desses sintomas, o veterinário deve ser urgentemente chamado de irrigação de oxigênio para os tecidos . O tratamento farmacológico é geralmente realizado através de agentes anti-inflamatórios e broncodilatadores ativos, no entanto, em alguns casos, a cirurgia pode ser necessária.

Displasia do quadril e cotovelo

Embora o bulldog inglês não seja uma raça particularmente grande, infelizmente também tem uma maior predisposição para sofrer displasia da anca.

A displasia do quadril é uma doença óssea degenerativa que afeta a articulação coxofemoral, que une o quadril ao fêmur. Essa articulação é deformada, causando dor e claudicação no cão, observando esses sintomas principalmente durante o exercício. O tratamento é geralmente farmacológico e visa aliviar os sintomas; no entanto, em alguns casos, o veterinário pode recomendar a cirurgia.

A displasia do cotovelo é uma doença que se origina no estágio de crescimento e afeta essa articulação, causando inflamação e degeneração progressiva do osso e tecido articular . Os principais sintomas são claudicação, dor e intolerância ao exercício físico. A primeira opção de tratamento é a ortopedia, no entanto, em casos graves, a cirurgia pode ser necessária.

Problemas de pele

O sistema imunológico do bulldog inglês é especialmente sensível, por esse motivo essa raça é especialmente predisposta a alergias, que são as reações exageradas das células de defesa a um certo alérgeno. As alergias que mais afetam o bulldog inglês são as de pele.

As alergias de pele que podemos observar no bulldog inglês são causadas principalmente pela inalação de alérgenos, como mofo ou pólen. Um bulldog inglês com alergia mostra uma coceira constante, com inflamação e vermelhidão da pele, erupções cutâneas, lesões e até feridas causadas por arranhões excessivos.

Nesse caso, você deve procurar o veterinário para descobrir o alérgeno causador e determinar um tratamento, que pode ser realizado com base em anti-histamínicos, analgésicos anti-inflamatórios e tópicos ou, nos casos mais graves, com corticosteróides para suprimir a resposta do sistema imunológico. .

Dicas para manter a saúde do bulldog inglês

O fato de o bulldog inglês ser uma raça predisposta a sofrer várias doenças não significa que não podemos fazer nada para impedir o aparecimento dessas doenças, preste atenção às dicas a seguir, muito importantes para manter nosso cão em boas condições:

  • O bulldog inglês não gosta de exercício, isso não implica que ele não precise dele, mas deve ser um exercício suave e adaptado às necessidades deste cão
  • É essencial que nosso animal de estimação siga corretamente o cronograma de vacinas estabelecido
  • Para evitar o excesso de peso neste cão, é importante fornecer uma boa dieta, adaptada às necessidades nutricionais de cada estágio vital
  • Para reduzir as alergias do bulldog inglês, seu ambiente deve ser mantido limpo e desinfetado, mas produtos químicos agressivos não devem ser usados ​​para isso.

Este artigo é meramente informativo, em milanospettacoli.com.com não temos poder para prescrever tratamentos veterinários ou fazer qualquer tipo de diagnóstico. Convidamos você a levar seu animal de estimação ao veterinário, caso ele apresente algum tipo de condição ou desconforto.

Se você quiser ler mais artigos semelhantes a Doenças comuns no bulldog inglês, recomendamos que você vá para a seção Prevenção.

Recomendado

Dia Mundial dos Mares
2019
A coruja como animal de estimação
2019
Um gato pode ser vegetariano ou vegan?
2019