A gravidez da cadela semana a semana

Veja arquivos para cães

A gravidez do cão é um processo muito especial que alguns proprietários podem experimentar. Embora seja uma experiência única e maravilhosa quando a gravidez é desejada e realizada de forma responsável, também pode ser uma verdadeira dor de cabeça quando a concepção foi acidental e não há casas suficientes para acomodar todas as crianças. .

Se você suspeita que seu cão pode estar grávida, neste artigo do milanospettacoli.com você encontrará tudo o que precisa saber, explicaremos como é a gravidez do cão todos os dias, quais são os cuidados de uma cadela ou os sintomas da gravidez mais evidente entre outros.

De qualquer forma, lembre-se de que será altamente recomendável visitar o veterinário para realizar um ultrassom e saber quantos filhotes estão chegando, além de conhecer algumas recomendações especiais que nosso veterinário pode prescrever após observar o caso específico. Descubra a gravidez do cão semana a semana, um guia informativo completo que todo proprietário deve conhecer.

Sintomas de uma cadela grávida

Você pode ter dúvidas sobre uma possível gravidez, porque nem sempre quando ocorre a fertilização sexual, por esse motivo, será importante aprender a reconhecer os sintomas da gravidez em um cão. Mas como você sabe se um cachorro está grávida? A verdade é que, durante a gravidez de um cão, existem alguns sintomas óbvios que indicam que o processo de gestação foi iniciado.

É importante observar que os sintomas de gravidez de um bichon maltês ou os sintomas de gravidez de um cachorro yorkshire terrier serão os mesmos, no entanto, os sintomas de uma cadela de um mês ou os sintomas de uma cadela prestes a dar à luz. Eles serão diferentes.

Os sintomas de uma cadela grávida são:

  • Ciclo : geralmente as cadelas geralmente experimentam calor duas vezes por ano, o que geralmente varia entre 4 e 13 meses; no entanto, esse não é um indicador confiável, pois as alterações hormonais podem alterá-lo bastante. É altamente recomendável prestar atenção a outros sintomas.
  • Barriga abaulada : em torno de 30 dias de gestação, nosso veterinário, através de um exame físico, pode realizar palpação do útero que pode confirmar o estado da gravidez.
  • Estado dos mamilos : é provavelmente o sintoma mais óbvio da gravidez, pois durante a gravidez os mamilos do cão aumentam de tamanho e se tornam uma cor mais intensa.
  • Corrimento vaginal : alterações no corrimento vaginal da cadela grávida também são frequentes. Podemos observar descargas vaginais brancas ou transparentes, nunca com sangue, preto ou verde.
  • Comportamento : o comportamento é um indicador não confiável para confirmar a gravidez do cão, mas é um aspecto que não podemos ignorar. Pode acontecer que ele seja anormalmente ativo ou, inversamente, muito mais apático. É habitual que ele rejeite o contato com outros cães, principalmente os machos, e que sua atitude em relação a nós se torne mais afetuosa ou mais arisca. Há também a busca pelo "ninho", ou seja, quando o cão procura lugares sombrios e confortáveis ​​para se refugiar e levar sua ninhada para lá.
  • Vômitos : cerca de 35 dias de gestação, quando o útero gira e se dobra, o cão pode sentir certos desconfortos que incluem vômitos.
  • Alimentação : A alimentação é um aspecto fundamental na gravidez do cão, mas embora a maioria aumente o apetite, alguns rejeitam completamente sua dieta habitual. Na seção de cuidados, prestaremos muita atenção a esse aspecto muito importante.

Se o seu cão apresenta alguns ou vários desses sintomas, provavelmente é porque está realmente grávida e a chegada dos filhotes é apenas uma questão de tempo. No entanto, como podemos saber se uma cadela está grávida de certeza? Vamos explicar a você abaixo.

Como podemos confirmar a gravidez de uma cadela?

Atualmente, não existe um "teste de gravidez em cadelas" que possa confirmar a gravidez com uma amostra de urina; portanto, para confirmar a gravidez do cão, é muito aconselhável ir ao nosso veterinário de confiança, que nos dirá se ela está realmente grávida ou se pelo contrário, é uma gravidez psicológica.

A realização de testes veterinários não é apenas importante para confirmar a gravidez, é também essencial garantir que os filhotes estejam vivos ou que a mãe tenha um bom estado de saúde. Abaixo, explicamos os diferentes testes de gravidez no cão que você pode realizar em uma clínica veterinária ou hospital:

  • Palpação : este teste requer alguma habilidade e é provavelmente o método mais econômico. É importante notar que não é 100% confiável e que não revelará problemas de saúde na mãe ou nos filhotes. Isso pode ser feito 30 dias após a pilotagem.
  • Exames de sangue : a presença de um hormônio chamado "relaxina" pode confirmar a gravidez do cão após 30 ou 35 dias de gestação. Este teste não revela o número de filhotes, mas pode nos fornecer informações sobre o estado de saúde dos pais.
  • Radiografia : os exames radiológicos podem ser realizados após 45 dias de gestação; no entanto, recomenda-se realizá-lo durante o último terço da gravidez, quando o risco envolvido para os filhotes é mínimo. Através de um raio-x, podemos saber o número de filhotes e possíveis malformações que eles experimentam.
  • Ultra - som : este é o teste mais comum e recomendado durante a gravidez do cão, pois indica o número de filhotes e também confirma que eles estão vivos. Isso pode ser feito após 25 ou 35 dias, mas se não for feito exaustivamente, um dos filhotes pode ser esquecido.

Como saber quantas semanas de gravidez meu cão tem?

Sua cadela está grávida, mas você não sabe quantas semanas ela está? Não se preocupe, depois de realizar os testes mencionados, o veterinário poderá determinar aproximadamente em que semana da gravidez do cão ela está. Isso nos ajudará a fornecer os cuidados necessários nesse estágio sensível.

Gravidez psicológica em cães

Embora tenhamos observado todos os sintomas mencionados acima, pode acontecer que nosso veterinário nos surpreenda com um diagnóstico inesperado: uma gravidez psicológica.

A gravidez psicológica em cadelas é um problema bastante comum em cadelas não esterilizadas e pode ocorrer após um passeio com falha ou sem motivo. É principalmente devido a uma incompatibilidade hormonal e pode representar um problema de saúde para o nosso cão, que experimentará mudanças no comportamento e na produção de leite, o que pode levar a uma infecção da mama se não for tratado adequadamente. Em alguns casos, a gravidez psicológica também pode exigir a prescrição de medicamentos e, no caso de persistência, o veterinário pode até recomendar a castração do cão.

Quanto tempo dura a gravidez de uma cadela?

A gravidez do cão tem uma duração aproximada de 65 dias, embora possa ser variável dependendo do tamanho, da experiência dos pais ou de outros fatores, portanto, prever exatamente o horário do parto é uma tarefa bastante complicada, mesmo para veterinários. mais experiente

Em alguns casos, as cadelas podem terminar o período de gestação entre 58 ou 63 dias, mas em outros casos podem demorar até 68 e até 70 dias. Existem alguns fatores que influenciam o tempo de gestação, como o tamanho da ninhada . Geralmente, as cadelas que esperam que poucos filhotes geralmente tenham o nascimento antes, enquanto aquelas que esperam um número maior de filhotes tendem a prolongá-lo.

Quando os filhotes são notados?

Por volta da terceira semana de gravidez, por palpação, nosso veterinário poderá confirmar a gravidez e a presença de embriões no útero. Já na oitava semana, nós mesmos podemos realizar palpações suaves no abdômen do nosso cão, pois os movimentos fetais serão muito evidentes. Então podemos perceber os pequenos e até sentir que eles se movem.

É importante agir com calma e realizar esse procedimento apenas ocasionalmente, para evitar que o cão se sinta ansioso ao ser constantemente manipulado. É importante conhecer alguns dos 10 sinais de estresse no cão para alertar se estamos sendo insistentes demais.

Lembre-se de que a ansiedade e o estresse afetam diretamente a mãe e os filhotes, afetando negativamente sua saúde e desenvolvimento. Além disso, sofrer de condições muito severas durante esse estágio pode causar o nascimento de filhotes com predisposição ao estresse crônico e problemas de comportamento.

A gravidez da cadela semana a semana

Uma vez confirmada a gravidez do cão, seu estado de saúde e resolvido algumas curiosidades, é hora de falar sobre a gravidez do cão semana a semana. O que podemos observar em uma cadela grávida de um mês? Quais são os sintomas mais frequentes em cada semana? Como se comportará uma cadela grávida de 50 dias?

Aqui, mostramos como está o desenvolvimento da gravidez em um cão, semana a semana, mas não esqueça que a confirmação de todos os sintomas mencionados não o isenta de ir ao veterinário para garantir que tudo está indo bem e que, de fato, a gravidez é desenvolvendo como deveria.

Etapas de gravidez de uma cadela

A seguir, detalharemos mais detalhadamente como estão os estágios da gravidez de um cão, semana a semana:

  • Fertilização : a relação sexual entre dois cães ocorre antes da ovulação e dura aproximadamente 15 a 25 minutos. Durante o passeio, o homem ejacula até duas vezes. Posteriormente, os cães ficam presos até o macho realizar uma terceira ejaculação de esperma na vagina da fêmea. Finalmente, ocorre a descompressão do bulbo grande e eles se separam. Após a relação sexual, o sêmen do cão viaja, esperando que ele ovule para que ocorra a fertilização dos ovos.
  • Primeira semana (0 a 7 dias) : após a fertilização dos óvulos, eles começam a se dividir em um processo chamado "meiose". Durante a primeira semana de gravidez, não observaremos sintomas óbvios da gravidez, pois as células estão se dividindo e a gravidez no útero começou.
  • Segunda semana (8 a 14 dias) : nesta fase, as células sexuais femininas continuam se dividindo e, como na semana anterior, não poderemos notar nenhuma mudança perceptível, além de algumas mudanças incomuns no comportamento.
  • Terceira semana (15-21 dias) : na terceira semana, os óvulos fertilizados e divididos são implantados no útero do cão, causando protuberâncias entre 0, 8 e 1 cm. Esses "nódulos" se tornarão filhotes e, de fato, você já pode ver pequenas figuras. Neste momento, podemos ir ao nosso veterinário para realizar um exame de sangue e garantir a boa saúde dos pais.
  • Quarta semana (22-28 dias) : os embriões já estão se desenvolvendo, muito lentamente, dentro do cão. Nesta semana, eles já medem entre 2 e 3 centímetros, sendo possível realizar palpação abdominal, e alguns dos sintomas mencionados acima também são observados, como aumento das mamas ou descargas vaginais. Filhotes já têm uma espinha dorsal.
  • Quinta semana (29-35 dias) : na quinta semana, os embriões aumentaram de tamanho, que é de cerca de 5 centímetros, e começam a se desenvolver muito mais rapidamente. É hora de começar a prestar muita atenção à alimentação e outros cuidados dos pais, portanto, recomendamos que você vá ao veterinário para receber alguns conselhos e realizar o primeiro ultrassom.
  • Sexta semana (36-42 dias) : na sexta semana, começa a qualificação óssea, permitindo a realização de um raio X que indica o número exato de filhotes que estão a caminho. Também é possível ouvi-los através da auscultação. Os embriões já ultrapassam 6 ou 7 centímetros e, por isso, o abdômen do cão está ficando cada vez maior. É hora de preparar o ninho de nossos pais e continuar prestando atenção aos seus cuidados.
  • Sétima semana (43-49 dias) : na sétima semana, os filhotes já atingiram o tamanho que terão no momento do parto e observaremos que as mamas já têm leite. Também é possível que o cão comece a diminuir a ingestão de alimentos. É altamente recomendável fazer o raio-x esta semana, pois podemos antecipar com mais facilidade alguns possíveis problemas do parto.
  • Oitava semana (50-57 dias) : neste momento, o condicionamento do ninho se torna mais importante, pois a fêmea começará a abrigar-se muito mais constantemente. Devemos garantir uma temperatura adequada, além de deixar comida e água ao seu alcance. Os movimentos fetais são evidentes ao toque e o leite começará a fluir naturalmente. Desde que não causemos estresse desnecessário no cão, podemos tomar um banho para garantir que o tempo de entrega seja o mais higiênico possível. No entanto, se notarmos nervosismo, usaremos um shampoo para lavagem a seco.
  • Nona semana (58-65 dias) : o momento do parto está se aproximando e os filhotes estão totalmente treinados e prontos para nascer. É muito importante deixar espaço para o cão, pois nesse momento ele começará a se esconder no ninho e sofrer uma ligeira alteração. Você pode experimentar contrações, micção involuntária, secreções vaginais, tremores e vômitos. É hora de ter o telefone de um veterinário de emergência 24 horas à mão, que pode ser transportado para casa, se necessário, pois alguns problemas de nascimento podem ser muito graves e colocar em risco a vida do cão e das crianças. .

A seguir, explicaremos de maneira geral quais são os cuidados na gravidez de uma cadela, mas também mostraremos como é o parto, quais são os problemas pós-parto mais frequentes e muitas outras curiosidades que você não pode perder se o seu cão estiver grávida.

Comportamento de uma cadela grávida

É essencial prestar atenção ao comportamento de uma cadela grávida, porque precisamos saber que o estresse ou a ansiedade podem causar sérios efeitos no desenvolvimento dos filhotes e também podem condicionar o caráter dos cães na fase adulta. Portanto, saber como será o comportamento de uma cadela é essencial ao prestar os cuidados necessários e evitar problemas comportamentais.

Deveríamos saber que, nesta fase, existe um isolamento social progressivo, no qual o cão passa mais tempo sozinho na paridera, principalmente nos dias que antecedem o nascimento. Idealmente, tente manter uma rotina normal de passeios, afetos e brincadeiras, sempre adaptada ao seu estado.

Se observarmos abundantes sinais de calma quando interagirmos com ela ou ela recusar o contato conosco, permitiremos que ela supervisione o cão sem intervir . Em nenhum caso, geraremos mais estresse ou ansiedade do que o necessário.

Também pode acontecer que o cão mostre agressividade em relação a outros animais e até a nós, através do rosnado ou da marcação. Embora seja um comportamento indesejado, também devemos saber que é comum. Em nenhum caso a repreenderemos ou a puniremos, mas tentaremos evitar todos os comportamentos que podem causar uma reação ruim. Nos casos mais graves, é aconselhável consultar um etólogo ou educador canino especializado em modificação de comportamento, mas em nenhum caso devemos aplicar diretrizes sem conhecimento prévio.

Cuidado de uma cadela grávida

As cadelas gestantes precisam de atenção e cuidados constantes de seus tutores, principalmente relacionadas à alimentação e conforto. É sempre aconselhável ir ao veterinário para nos guiar durante esse processo, já que cada gravidez é única e cada mãe pode precisar de uma atenção particular para garantir boa saúde e desenvolvimento adequado dos fetos.

Alimentando uma cadela grávida

A alimentação de uma cadela gestante é um aspecto fundamental que garante o bom estado de saúde da mãe e o desenvolvimento ideal dos fetos. Não se esqueça de que eles se alimentam através da placenta, portanto, siga os conselhos que mostramos abaixo para garantir que sua cadela desfrute da melhor qualidade de vida e dos cuidados necessários:

Até a quinta ou sexta semana de gravidez, o cão não começará a ganhar peso significativamente. Nesta fase, devemos alimentá-lo como fizemos antes da gravidez, para evitar excesso de peso, o que pode afetar negativamente a gravidez, causando possíveis problemas no parto. O cão continuará desfrutando de seus passeios e jogos como todos os dias. Os sintomas da gravidez chegarão em breve.

Dos 36 ou 42 dias de gestação é quando devemos modificar a alimentação do cão, sempre sob prescrição veterinária, para um alimento para filhotes ou " filhotes ". A partir de então, devemos aumentar a dose de ração em 5% a cada semana que passa. Lembre-se de também alimentar os filhotes dentro.

Especialmente se você observar anormalidades nas fezes do cão ou alguma relutância na hora das refeições, você pode oferecer latas de comida úmida, ração gastrointestinal e até apostar em dietas caseiras, desde que continue oferecendo ração para os filhotes. É essencial estimular o apetite, além da hidratação, para que você nunca perca uma tigela de água limpa e fresca.

Na fase final da gravidez, o cão tem cada vez menos espaço em seu corpo para abrigar a comida. Pode ser interessante oferecer uma quantidade menor de comida, mas aumentar o número de doses, reabastecendo-a constantemente para continuar a alimentação, no entanto, é muito comum a cadela parar de comer nos dias que antecedem o parto .

Depois que os filhotes nascerem, continuaremos alimentando o cão com ração para filhotes, mas, dependendo da sua produção de leite, nosso veterinário poderá recomendar uma fórmula especial ou não.

Aqui estão 6 dicas básicas para alimentar uma cadela grávida:

  1. Durante a primeira fase da gravidez, o cão deve comer como antes da gravidez.
  2. No caso de náusea, divida suas fotos em várias porções.
  3. Consulte o seu veterinário a opção de oferecer suplementos nutricionais na primeira fase.
  4. Evite sobrepeso e obesidade em cadelas gestantes.
  5. Não administre qualquer tipo de medicamento a uma cadela grávida, consulte seu veterinário.
  6. Ligue para o seu veterinário sempre que detectar sintomas incomuns.

Atividades, exercícios e outros cuidados

Durante as primeiras semanas de gravidez, o cão continuará a manter uma rotina de exercícios e caminhada completamente normal. Uma cadela grávida pode se exercitar? A resposta é sim, mas sempre tomando certas precauções. Por volta da quinta ou sexta semana, começaremos a reduzir o exercício físico e apostaremos em outras atividades mais calmas dentro de casa, enquanto continuaremos fazendo os passeios da maneira usual.

O banheiro também é um fator importante a considerar. Você pode banhar uma cadela grávida? Como já dissemos antes, é aconselhável fazê-lo no final da gravidez, para garantir que o parto seja o mais higiênico possível durante o parto.

E as rotinas de vacinação e desparasitação de uma cadela grávida? Nem todos os produtos que encontramos no mercado são adequados durante o período de gestação; no entanto, é um processo essencial, pois devemos garantir que os filhotes não sofram uma infestação assim que nascem. O mais aconselhável será ir ao veterinário para detalhar quando é a hora certa e quais produtos devemos usar.

Afeto e cuidado emocional também são essenciais. Não se esqueça de passar um tempo com seu cão, desde que ele o permita, para garantir que seu estado emocional seja positivo e estável, o que garantirá um bom desenvolvimento da gravidez e a ausência de problemas comportamentais.

Ninho ou paridera para cães

No mercado, você encontrará algumas estruturas quadradas chamadas "parideras", cujo preço pode variar entre 50 e 300 euros. Destacam-se principalmente por possuir cilindros ou placas que evitam o esmagamento de filhotes e geralmente são bem isolados do lado de fora.

O paridera deve estar localizado em uma sala isolada, longe do movimento de pessoas ou outros cães, mas também deve ser acomodado com colchão ou almofada e alguns cobertores. Para evitar a sujeira, podemos colocar uma borracha ou qualquer outra superfície plástica sobre ela, especialmente útil após o nascimento. O paridera deve ter luz natural e temperatura agradável, além de estar afastado de correntes de ar ou luz solar direta. O cão começará a querer estar no paridera ou "ninho" dias antes do parto.

O nascimento de uma cadela

O parto é o momento mais esperado da gravidez do cão e provavelmente o que gera mais dúvidas. Se o seu veterinário descartou qualquer risco e não precisa de uma cesariana, seu cão pode dar à luz em casa; caso contrário, quando você observar os primeiros sintomas de nascimento no cão, você deve ir à clínica veterinária com urgência.

O parto é um momento complicado para o cão, e você deve permitir que ela gerencie seu nervosismo e ansiedade, evitando manipulá-la ou forçá-la a fazer o que não quiser. Acompanhe-a gentilmente até a sala da paridera, se ela ainda não foi lá. Mesmo se você não vai intervir, é importante que você fique a uma distância segura para garantir que tudo esteja indo bem. Lembre-se de ter o número de emergência do veterinário à mão, caso surjam complicações.

Material necessário para entrega

Aqui estão algumas coisas que você deve ter preparado no momento da entrega, para garantir que os níveis de higiene sejam adequados e que você possa gerenciar qualquer problema sem nervosismo:

  • Jornais para cobrir o chão do paridera
  • Toalhas limpas e secas para limpar os filhotes
  • Papel de cozinha para limpar o chão, se necessário
  • Termômetro para levar a temperatura ao pai
  • Fio dental para amarrar cordões umbilicais
  • Tesouras estéreis para cortar cordões umbilicais
  • Bolsa de água quente para garantir a temperatura dos filhotes
  • Iodo para limpar o corte do cordão umbilical
  • Uma balança para pesar todos os pequeninos
  • Um caderno para anotar o peso e outros detalhes dos filhotes

Sinais de que o nascimento do cão está se aproximando

Como saberemos exatamente que chegou a hora? O que devemos esperar do momento da entrega? Existem alguns sinais que deixam claro que a hora do nascimento dos filhotes está se aproximando, por esse motivo, você deve conhecê-los todos.

Os sintomas mais óbvios do parto no cão :

  • As cadelas experientes geralmente começam a produzir muito leite 48 ou 24 horas antes do parto, enquanto os cães de primeira viagem ficam 7 ou 10 dias antes do parto.
  • Uma cadela prestes a dar à luz tenta se esconder constantemente em seu paridera, vamos deixar seu espaço.
  • Tremor, vômito e urina podem aparecer.
  • Vamos observar contrações abdominais e uterinas, a cada 5 ou 15 minutos.
  • O cão expelirá uma secreção mucosa com sangue, por esse motivo, se o seu cão estiver grávida e ferver muco com sangue ou algo semelhante ao "fluxo marrom", não entre em pânico, é que o nascimento está se aproximando.
  • O comportamento do cão neste momento será bastante alterado.
  • Diminuição da temperatura corporal entre 1 e 2ºC que podemos saber levando a temperatura para o cão

Como é o nascimento de um cachorro?

Especialmente se você se deparar com o nascimento de um cão pela primeira vez, precisará de alguns conselhos para saber se tudo está indo bem. Você deve saber que o nascimento do cão pode durar até 4 horas e que o tempo de descanso entre o feto e o feto pode ser estendido de 30 minutos a 2 horas, embora não seja o mais comum. Um sinal de que algo está errado é que o cão tem contrações e não expulsa um filhote por muito tempo.

Existem três fases do parto no cão :

  1. Relaxamento ou dilatação do útero : de 4 a 24 horas. A fêmea se prepara para expulsar os filhotes. É um momento de inquietação e nervosismo. A vulva aumenta e pode até secretar alguns líquidos.
  2. Expulsão da prole : quando as contrações começam a se intensificar e durar pelo menos 60 segundos, devemos estar muito relaxados e atentos, porque o momento do nascimento está caindo. Vamos observar como a área genital é lambida. As contrações serão cada vez mais fortes até que o primeiro filhote seja expulso do corpo (ainda preso pelo cordão umbilical à placenta). O resto dos filhotes seguirá de acordo com pequenos intervalos de tempo. Normalmente, a entrega dura cerca de 2 horas, embora possa ser consideravelmente prolongada se for uma ninhada muito grande. A fêmea lambe os filhotes para estimulá-los enquanto corta o cordão umbilical. Existem muito poucos casos em que isso não ocorre, se você vir que não tem força ou não realizar essa tarefa, faça você mesmo. Lembre-se de que você deve informar aos filhotes que todos saem de acordo com os resultados do raio-x.
  3. Expulsão da placenta : durante o parto, cada filhote nasce envolto em uma placenta, em cada uma dessas ocasiões o cão o quebra para permitir que ele respire e depois o come, porque o valor nutricional é muito alto. Se você notar que não quebra a placenta, faça você mesmo, mas os filhotes podem morrer. Além disso, aconselhamos que, se a placenta ejetada for muito grande, não deixe seu cão comer, pois isso pode levar a problemas digestivos.

Trabalho e entrega em cães é dividido em 3 etapas. O estágio I dura de 12 a 24 horas. Durante esse estágio, as contrações uterinas começam, mas não são visíveis externamente. O colo do útero também começa a se dilatar. Durante o estágio II, as contrações abdominais podem ser vistas e os filhotes são entregues. Os filhotes geralmente são entregues em intervalos de 1 a 2 horas, mas isso pode variar consideravelmente. O estágio II pode durar até 24 horas. O estágio III é definido como a administração da placenta. Os cães geralmente alternam entre os estágios II e III até a entrega ser concluída.

Problemas trabalhistas

Podemos afirmar que, na maioria dos casos, geralmente não há riscos no parto; mesmo assim, e por esse motivo, recomendamos, ao longo do artigo, que você vá periodicamente ao veterinário durante a gravidez, como profissional, realizando diferentes Os testes informam se a cadela grávida pode dar à luz em casa sem nenhum problema ou requer atenção especializada.

Se você observar algum dos problemas na entrega do cão que mostramos abaixo, ligue para o veterinário de emergência sem demora:

  • Ausência de contrações uterinas
  • Contrações uterinas sem nascimento
  • Hemorragia
  • Aborto
  • Atolamento dos fetos
  • Retenção placentária
  • Morte fetal
  • Mumificação

Algumas dicas para os três problemas mais comuns:

  1. Atolamento de um filhote : se observarmos um filhote pequeno preso no canal do parto, nunca o puxaremos, devemos girá-lo no sentido horário para promover a abertura da vagina.
  2. O cão é incapaz de cortar o cordão umbilical : nós mesmos o cortamos com uma tesoura, depois fazemos um nó.
  3. Um filhote não respira : abriremos a boca e praticaremos respiração artificial; também massagearemos vigorosamente a região do peito e forneceremos calor sem prejudicá-lo. Agite um pouco enquanto segura sua cabeça com cuidado. Devemos ter muito cuidado e conhecer em detalhes a ressuscitação dos filhotes antes do parto.

Cadela Pós-Parto

Se o seu cão deu à luz por uma cesariana, você deve prestar atenção especial aos cuidados após a cesariana, para evitar que os pontos se abram e garantir que as feridas cicatrizem adequadamente. Precisamente quando o cão passa por uma cesariana, pode acontecer que ele rejeite os filhotes.

Lembre-se de que os filhotes dependem inteiramente de seus pais, tanto para receber comida quanto para regular a temperatura do corpo. Seu leite é muito importante porque os imuniza de várias doenças que podem existir no meio ambiente através de uma substância chamada "colostro". Como dissemos antes, se você perceber que ele não os lambe ou os alimenta, faça você mesmo seguindo os conselhos do milanospettacoli.com sobre como alimentar um filhote recém-nascido.

Enrole-os em toalhas de algodão e colocaremos todos no mesmo ambiente pequeno e quente. Se o seu cão não se oferecer para amamentar, você fornecerá o leite que comprou na loja de animais, sempre em pequenas doses e com muito cuidado. Ligue para o seu veterinário de confiança e peça conselhos.

Se você quiser ler mais artigos semelhantes à gravidez do cão semana a semana, recomendamos que você entre na seção Gestação.

Recomendado

Clínica Veterinária Romareda
2019
Obstrução intestinal em cães - Sintomas e tratamento
2019
Rinite em cães - Causas e tratamento
2019