Hipertensão pulmonar em gatos - Sintomas, causas e tratamento

Ver arquivos de gatos

A hipertensão pulmonar em gatos (HP) é considerada uma síndrome complexa caracterizada por um aumento da pressão arterial no interior das estruturas que compõem a rede vascular dos pulmões. Na clínica veterinária, a HP compreende várias manifestações clínicas e geralmente é classificada de acordo com sua etiologia (identificação da causa) e seu mecanismo fisiopatológico (comportamento e evolução no organismo).

Embora essa patologia registre uma baixa incidência na população jovem, ela pode aparecer com certa frequência nos felinos idosos, sejam eles de raça mista ou raça definida. Evidentemente, devemos destacar a importância de procurar um veterinário de confiança ao observar qualquer alteração na aparência ou no comportamento da sua vagina.

No entanto, neste artigo do milanospettacoli.com, explicamos os principais sintomas, causas e fatores de risco da hipertensão pulmonar em gatos, para ajudá-lo a reconhecer os sinais desta doença em seu felino desde o início.

O que é hipertensão pulmonar?

Os pulmões dos felinos têm uma rede vascular de alta capacidade, mas de baixa pressão e resistência, que participa diretamente do processo de respiração e oxigenação dos tecidos do seu corpo. Para estabelecer uma comparação, a resistência da rede vascular cardíaca (sistêmica) pode ser 10 vezes maior que a pulmonar em indivíduos saudáveis. Como conseqüência, as estruturas cardíacas estão preparadas para suportar uma pressão muito maior do que a rede de artérias e veias pulmonares.

No entanto, a presença de algumas doenças, malformações ou fatores de risco pode causar aumento da pressão e resistência das estruturas vasculares pulmonares. Essa hipertensão pulmonar geralmente afeta diretamente os tecidos pulmonares e o funcionamento das estruturas cardíacas, danificando o mecanismo de oxigenação dos tecidos do corpo.

Precisamente por esse motivo, a hipertensão pulmonar em gatos é considerada uma síndrome complexa e seus efeitos são preocupantes, pois podem ter um impacto negativo em praticamente todos os órgãos que precisam receber oxigenação adequada para garantir seu funcionamento ideal.

Sintomas de hipertensão pulmonar em gatos

A hipertensão pulmonar felina abrange várias manifestações clínicas, mas os sintomas da hipertensão pulmonar em gatos mais frequentes são:

  • Dispneia do esforço : em geral, é caracterizada pela falta de ar e pela dificuldade de recuperação ao realizar qualquer tipo de esforço. No entanto, em casos mais graves, a falta de ar pode ser permanente, mesmo em estado de repouso.
  • Exaustão constante : felinos com hipertensão pulmonar podem sempre estar cansados ​​e mostrar exaustão constante. Devido à perda de capacidade respiratória e cansaço, os gatos podem perder o interesse em brincar e realizar atividades diárias, como comer ou beber água. Em casos mais graves, o animal também pode urinar e defecar fora da caixa de areia.
  • Tosse, que pode ser acompanhada de sangue nos estágios mais avançados da doença.
  • Intolerância ao exercício
  • Desmaio ou síncope.
  • Perda de apetite e peso.
  • Desidratação
  • Arritmia cardíaca.
  • Sons pulmonares anormais (principalmente na HP associados a doenças respiratórias).

Aqui está um gato com hipertensão pulmonar e policitemia que sofre de síncope, de @ hockeyken10 no YouTube:

Causas e fatores de risco de hipertensão pulmonar em gatos

Na medicina humana, a hipertensão pulmonar pode ser idiopática (também conhecida anteriormente como "primária") ou secundária, dependendo de sua etiologia. As condições idiopáticas são aquelas que aparecem "sozinhas", ou seja, não estão relacionadas a uma causa subjacente. No entanto, os PH idiopáticos raramente são vistos na clínica veterinária.

Em geral, a hipertensão pulmonar em gatos se desenvolve a partir de outra doença, razão pela qual é geralmente considerada como sintoma de um quadro clínico mais complexo. A HP secundária geralmente está associada a várias causas e pode afetar as artérias e as veias pulmonares.

Embora ainda não exista consenso na Medicina Veterinária sobre a classificação da HP, a tendência predominante é aceitar e adotar a mesma classificação aplicada em seres humanos. A seguir, explicamos as principais diferenças, as causas e os processos fisiopatológicos da HP idiopática e secundária em gatos.

Hipertensão pulmonar idiopática em gatos

Em certos casos, o processo diagnóstico detalhado não é capaz de revelar uma causa específica para a HP. Quando isso acontece, é muito provável que estejamos enfrentando um caso de hipertensão arterial pulmonar idiopática (anteriormente também conhecida como "primária").

Na HAP idiopática, observa-se uma disfunção no endotélio (paredes capilares sanguíneas) de origem neuroendócrina que afeta a rede vascular dos pulmões, levando a uma predisposição para vasoconstrição e trombose. Esse quadro começa em vasos pulmonares de tamanho pequeno, afetados pela formação de pequenos coágulos (trombos). Como conseqüência, pode-se observar a perda de muitos vasos pulmonares e um aumento da pressão vascular nos pulmões.

Embora existam muitas discussões sobre as possíveis causas de HAP idiopática em felinos, o envelhecimento e a obesidade aparecem como fatores de risco, pois favorecem o desgaste das estruturas vasculares cardíacas e pulmonares. Atualmente, a relevância do fator genético na predisposição à HP idiopática em gatos também está sendo investigada.

Hipertensão pulmonar secundária em gatos

Dependendo da causa e do mecanismo fisiopatológico, a HP secundária em gatos é geralmente dividida em 4 "tipos" principais. Abaixo, resumimos as principais características de cada subtipo de hipertensão pulmonar secundária em gatos:

  • HAP secundária relacionada à hipercirculação pulmonar : nesses casos, é observado um aumento da pressão arterial no interior das artérias pulmonares, derivado de uma condição de hipercirculação. Ou seja: o fluxo sanguíneo nas artérias pulmonares tem uma frequência e intensidade muito altas, o que aumenta a pressão dentro dessas estruturas vasculares. As causas mais frequentes são cardiopatias congênitas que causam desvios na circulação sanguínea, como o ducto arterial persistente (PAC) e o septo interatrial. Em geral, esse tipo de HAP é mais comumente diagnosticado em gatos jovens com malformações na estrutura cardiovascular.
  • Hipertensão pulmonar derivada de doenças respiratórias : algumas patologias respiratórias podem causar hipóxia e aumentar o risco de vasoconstrição pulmonar. Como conseqüência, a estrutura vascular pulmonar pode sofrer deformação e disfunção, levando ao aumento da pressão pulmonar. A HP secundária associada a problemas respiratórios crônicos com hipóxia também pode causar dilatação e disfunção no ventrículo direito do coração, uma condição clínica conhecida como cor pulmonale . Entre as causas mais frequentes em gatos, encontramos pneumonia felina, fibrose pulmonar e doença traqueobrônquica obstrutiva.
  • HP associada ao tromboembolismo pulmonar : o tromboembolismo é um quadro clínico complexo caracterizado pela formação de múltiplos coágulos (trombos) na rede vascular do pulmão (principalmente nas artérias pulmonares) e no lado direito do coração. Uma das consequências do tromboembolismo pulmonar é a obstrução das artérias e consequente aumento persistente da pressão pulmonar. Em geral, a dirofilariose cardíaca aparece como a principal causa desse tipo de HP. No entanto, existem outras causas possíveis, como: doenças sistêmicas que levam à hipercoagulabilidade, neoplasias, doença glomerular, sepse, hiperadrenocorticismo etc.
  • A HP causa alterações no átrio esquerdo do coração : quando o átrio esquerdo tem um aumento crônico da pressão, a drenagem das veias pulmonares é prejudicada. Como conseqüência, pode-se observar hipertensão venosa pulmonar, que geralmente é leve ou moderada. No entanto, quando essa condição é adicionada a doenças respiratórias ou tromboembolismo, a hipertensão pulmonar pode se tornar grave. Entre as principais causas desse aumento da pressão arterial, encontramos cardiomiopatia dilatada, displasia mitral congênita e doença valvar degenerativa (EVD) que mais comumente afeta a válvula mitral.

Diagnóstico de hipertensão pulmonar em gatos

Ao observar qualquer sintoma mencionado na sua vagina, não hesite em ir rapidamente à clínica veterinária. A hipertensão pulmonar em gatos requer um diagnóstico diferencial muito detalhado para identificação da causa subjacente e subsequente tratamento específico.

Após realizar um exame físico e analisar a história do paciente, o veterinário pode solicitar um eletrocardiograma (ECG), algumas radiografias de tórax e exames clínicos (sangue, urina, fezes), para verificar o estado de saúde do felino e verificar a evolução da doença. doença em seu corpo. Em geral, a suspeita de HP também deve ser confirmada por um ecocardiograma Doppler .

Aqui está um ecocardiograma Doppler colorido:

Tratamento da hipertensão pulmonar felina

O tratamento da hipertensão pulmonar em gatos dependerá da identificação da causa subjacente e do estado de saúde de cada paciente. Em geral, o veterinário adota como terapia básica a administração controlada de alguns medicamentos com ação inibitória na vasoconstrição pulmonar. Além disso, medicamentos que contribuem para fortalecer as paredes dos capilares sanguíneos pulmonares também podem ser usados ​​para retardar a progressão da disfunção endotelial.

Quando a presença de coágulos (trombos) é diagnosticada, geralmente é adicionada uma terapia com drogas anticoagulantes . Por outro lado, em alguns casos de malformações cardíacas congênitas com desvios, a intervenção cirúrgica pode ser estudada como uma opção de tratamento viável para pacientes com um estado de saúde mais estável.

É possível prevenir a hipertensão pulmonar em gatos?

A prevenção da hipertensão pulmonar consiste principalmente em oferecer remédios preventivos adequados aos felinos ao longo de sua vida. Para isso, é essencial fazer visitas regulares ao veterinário a cada 6 meses, respeitar o calendário de vacinação felina e o calendário de desparasitação em gatos. Também é essencial oferecer uma dieta equilibrada de excelente qualidade à sua vagina e fornecer brinquedos, raspadores e outros acessórios que lhe permitam exercitar seu corpo e mente diariamente.

Este artigo é meramente informativo, em milanospettacoli.com.com não temos poder para prescrever tratamentos veterinários ou fazer qualquer tipo de diagnóstico. Convidamos você a levar seu animal de estimação ao veterinário, caso ele apresente algum tipo de condição ou desconforto.

Se você quiser ler mais artigos semelhantes ao Hipertensão pulmonar em gatos - sintomas, causas e tratamento, recomendamos que você vá para a seção Outros problemas de saúde.

Recomendado

Os melhores filmes de animais para crianças
2019
Cuidado de um gato sphynx
2019
Paralisia em cães - Causas e tratamento
2019