A importância dos espaços verdes nas cidades

As cidades que oferecem qualidade de vida devem não apenas ter bons serviços, móveis urbanos práticos e níveis controlados de poluição, mas também disponibilizar áreas verdes urbanas aos cidadãos por meio de políticas ambientalmente responsáveis.

Essas áreas verdes são fundamentais para melhorar a saúde da população, pois atuam como pulmões que renovam o ar poluído, enquanto relaxam e assumem uma fuga necessária para esquecer o concreto, constituindo autênticas bolhas da natureza que escoam e insuflam a vida.

Existem inúmeros estudos que concluíram a conveniência de ter árvores perto da casa, espaços naturais para se exercitar, passear ou simplesmente sentar para ler, conversar ou fazer qualquer outra atividade. Abaixo, explicamos a importância dos espaços verdes nas cidades .

Espaços verdes: definição

Um espaço verde, também conhecido como zona verde ou área verde, é uma área definida onde há vegetação. Pode ser uma floresta, uma selva, um parque ou um jardim, mas deve ser definido e ter vegetação. Além disso, quando falamos de espaços verdes urbanos, queremos dizer aqueles que estão dentro de uma cidade ou aglomeração urbana. No entanto, nem todas as áreas verdes são iguais e, quando falamos de espaços verdes, como neste artigo, geralmente nos referimos a algumas em particular. Esses espaços verdes podem ser distinguidos em dois tipos:

  • Espaços verdes naturais : são aqueles que se desenvolveram naturalmente, sem a intervenção do homem.
  • Espaços verdes não naturais : são aqueles criados pelo homem e sua origem coincide com o momento em que as áreas verdes naturais começaram a diminuir.

A definição dada pela comissão ambiental nacional é que as áreas verdes urbanas, ou na periferia das cidades, são áreas ocupadas por plantas, arbustos ou árvores cujos usos podem variar, podem receber usos ecológicos, de lazer e ambientais. decoração, reabilitação, proteção ou todas / algumas articulações.

Importância das áreas verdes nas cidades

Eles reduzem a violência

Uma linha interessante de pesquisa relaciona comportamentos violentos à falta desses lugares, propondo uma paisagem urbana mais verde para combatê-la, de acordo com uma pesquisa realizada pela Temple University nos Estados Unidos.

Aumentar a expectativa de vida

De uma abordagem positiva, os ambientes naturais estimulam a criatividade, as habilidades mentais e emocionais, de modo que as áreas verdes urbanas ajudariam a melhorar a longevidade e a qualidade de vida de seus habitantes. Como foi demonstrado que o contato com a natureza se beneficia a longo prazo, os planejadores urbanos têm um grande recurso para projetar cidades de maneira inteligente, tornando-as mais habitáveis. Não é de surpreender que os parques, jardins e pequenos bosques sejam oásis autênticos no meio da selva urbana, recursos valiosos para melhorar a saúde e o bem-estar.

Esporte mais saudável

Por muitos anos, tem-se falado muito sobre a importância de praticar esportes regularmente e evitar estilos de vida sedentários. No entanto, pesquisas realizadas por especialistas da Universidade Australiana de Queensland mostraram que praticar esse exercício em áreas verdes é muito mais benéfico do que praticá-lo em outras áreas da cidade onde há asfalto e carros.

Melhore as relações sociais

Se há algo que todo mundo odeia nas aglomerações urbanas, são barulho e multidão. Pradojicamente, uma das conseqüências das aglomerações de pessoas - e também do barulho - é que as relações sociais entre os vizinhos são enfraquecidas, algo a fazer para que o sentimento de comunidade se perca. Essa falta de sentimento de comunidade acaba fazendo com que os indivíduos deixem de se integrar, em parte porque não há nada com o que se integrar. Outra coisa a ter em mente é que estudos mostram que o sentimento da comunidade e boas relações sociais reduzem os níveis de mortalidade, as taxas de suicídio e aumentam os níveis de saúde, tanto mentais quanto físicos.

Criar consciência ecológica

Todos os estudos indicam que uma das coisas mais importantes ao criar a consciência ecológica é poder viver a natureza. Não importa se em casa, nos parques ou nas montanhas, viver a natureza e estar em contato com ela é o fator fundamental para nos preocuparmos e tentarmos preservá-la. Com as aulas ou apenas explicando, não basta que as crianças entendam a importância de conservar a natureza, vivê-la e amá-la - por exemplo, com áreas verdes urbanas - que criarão essa consciência.

Áreas verdes urbanas: exemplos

Aqui, falaremos sobre alguns dos exemplos mais representativos de áreas verdes urbanas em algumas cidades:

  • Nova York : nesta cidade americana, certamente é a área verde urbana mais emblemática e famosa do mundo. É o Central Park, palco de inúmeros filmes, com 341 hectares de floresta, parque, lagos, pontes e esculturas que o tornam o parque mais visitado do mundo e o pulmão da grande maçã.
  • Barcelona : o Parc de la Ciutadella é, embora muito menor que o de Manhattan, o pulmão da cidade. Em seus 17 hectares, há um lago, monumentos, áreas de lazer e lazer, e até o Parlamento da Catalunha e o zoológico.
  • Madri : a capital espanhola também possui uma grande área verde urbana, o famoso Parque del Retiro, um jardim com uma grande história convertida em parque público no século XIX, considerado um patrimônio cultural.

Se você quiser ler mais artigos semelhantes a A importância dos espaços verdes nas cidades, recomendamos que você entre na nossa categoria de Arquitetura e planejamento urbano.

Recomendado

As asas dos papagaios devem ser cortadas?
2019
Os oceanos da Terra sempre existiram?
2019
Os cães podem comer ossos crus?
2019