Meu gato está deprimido - causas, sintomas e tratamento

Ver arquivos de gatos

Seu gato está deprimido? Triste? Você parou de comer? No momento em que observamos nosso animal de estimação apático e não queremos brincar, é normal nos preocuparmos, quieto, às vezes isso pode acontecer por razões fora de nosso controle. A partir desses sintomas, devemos determinar as causas que causaram tristeza em nossos felinos para ajudá-lo a recuperar seu estado emocional habitual.

Neste artigo, de milanospettacoli.com, proporemos algumas das causas mais comuns de depressão, para que você possa descobrir por que seu gato está deprimido e algumas dicas e soluções práticas para tentar aliviar essa situação.

Continue lendo e descubra alguns truques que o milanospettacoli.com propõe:

Sintomas de depressão em gatos

Gatos, como as pessoas, são animais sociais suscetíveis a problemas emocionais. Por esse motivo, é essencial conhecer o caráter de nosso gato para poder detectar rapidamente uma mudança em seu estado psíquico.

Mesmo assim, às vezes é difícil detectar a tristeza em nossos amados gatos, pois eles geralmente são animais muito calmos. Isso também pode acontecer se o adotamos recentemente e não conhecemos bem sua rotina diária. Se você detectou algum dos seguintes sintomas, seu gato pode estar sofrendo de depressão ou simplesmente ficar triste por algum motivo:

  • Mudanças de caráter : medo, agressividade, destrutividade ...
  • Aumento notável nas horas de sono
  • Diminuição do desejo de brincar e se exercitar
  • Mudanças na maneira como as pessoas interagem com as pessoas
  • Pouco interesse na exploração de estímulos
  • Não afia as unhas ou aumenta significativamente esse hábito
  • Mudando hábitos higiênicos : pare de se limpar ou faça compulsivamente
  • Falta ou aumento perceptível no apetite, que pode incluir manifestações como miados incessantes
  • Inatividade, apatia e falta de interesse
  • Problemas com micção e evacuação : pare de usar a caixa de areia, defecar em locais inadequados ...
  • Passe muitas horas escondidas
  • Problemas de saúde decorrentes do estresse e ansiedade aparecem

Embora esses sintomas possam ser indicadores de depressão em gatos, eles também podem alertá-lo para a presença de qualquer condição médica; por esse motivo, se você observar seu cão sem comer ou com uma atitude muito diferente da usual, recomendamos que você vá ao veterinário para descartar uma possível doença Não esqueça que o especialista é a única pessoa realmente treinada para diagnosticar depressão ou descobrir um possível problema em seu estado de saúde.

Por que um gato pode ficar triste? - Causas de depressão em felinos

Existem muitas causas que podem causar tristeza ou depressão em nosso animal de estimação, mas para detectar a causa exata, devemos revisar algum fator significativo que pode ter desencadeado esse problema emocional. Abaixo, explicamos as causas mais comuns de depressão em gatos:

  • Mudança de residência ou família : algumas pessoas afirmam que os gatos são animais independentes e solitários, mas esse certamente não é o caso. Os gatos são animais sociáveis ​​e se sentem muito afetados quando uma mudança de moradia acontece ou se afasta de seus entes queridos.
  • Solidão : Embora seu caráter não seja comparável ao dos cães, os gatos sofrem quando passam longos períodos sozinhos. Nesses casos, é ideal oferecer brinquedos de inteligência e até pensar em adotar um parceiro. Carinho e sinais de carinho são importantes para o gato.
  • Mau relacionamento com outro membro da família : Uma inimizade recente ou prolongada pode fazer com que nosso gato seja desconfiado, isolado e não queira passar um tempo conosco.
  • A chegada do bebê : A chegada do bebê é motivo de felicidade, mas nem sempre é para todos. Se você negligenciou a atenção do seu gato ou não o preparou adequadamente para a chegada dele, pode acontecer que ele se sinta triste e deslocado.
  • Adoção de um cão ou gato : "Competição" por comida, o melhor lugar no sofá ou o seu toque pode causar séria tristeza e depressão em seu gato. Antes da chegada de um novo membro, é muito importante continuar prestando atenção ao nosso felino
  • Doença : Como mencionamos no início deste artigo, uma doença pode mudar radicalmente o caráter do nosso gato, fazendo-o sentir-se apático, sem querer comer e triste. Ir ao veterinário é essencial sempre que detectarmos alguma anomalia.
  • Estresse e ansiedade : brigas, punições, maus-tratos e até a falta de qualquer das liberdades do bem-estar animal podem resultar em altos níveis de estresse e ansiedade. É muito importante oferecer ao nosso animal de estimação os melhores cuidados para que ele se sinta feliz por estar ao nosso lado.
  • Choque traumático : uma agressão ou uma experiência terrível pode levar nosso gato a sofrer de depressão e tristeza. Nesses casos, o ideal é procurar o especialista para oferecer diretrizes personalizadas para o caso específico.

Cada uma dessas razões pode ou não afetar o animal de estimação e é que apenas se o conhecermos bem, podemos determinar quais fatores alteraram a segurança e a tranquilidade do gato. Essas causas, se cairem seriamente na psicologia de nosso animal de estimação, podem ser causa de relutância, apatia e até altos níveis de estresse, dependendo do caso.

Tratamento de depressão em gatos

A depressão afeta diretamente a saúde mental, qualquer que seja o animal. Qualquer pessoa: um gato, cachorro ou humano só precisa de apoio e carinho para superar suas doenças e esquecer todos os vestígios dessa depressão. Não acredite que um gato seja anti-social, muito pelo contrário! É um animal tremendamente afetuoso que precisa sentir que pertence a um núcleo familiar. No milanospettacoli.com, damos algumas dicas para resolver a depressão gradualmente:

  • Fale com ele. Embora ele não o entenda, um tom doce e afetuoso desperta nele sentimentos de afeto. Evite repreender e punir e prestar os melhores cuidados.
  • É importante que você passe algum tempo com seu gato por perto: o contato pele a pele estimula sua sensibilidade e promove um melhor relacionamento entre você.
  • Para que o contato entre você seja gratificante para o gato, faça carícias e massagens relaxantes e macias, embora pareça engraçado ou absurdo, é uma boa terapia para melhorar sua qualidade de vida.
  • Passe pelo menos 30 minutos por dia brincando com seu gato. Pegue um espanador, um rato robô e até uma bola com um chocalho. Qualquer opção é boa, desde que ambos participem do jogo. Não retire o brinquedo se o tiver na boca; tome-o quando parar de prestar atenção para mantê-lo ativo. Descubra algumas propostas sobre brinquedos para gatos.
  • Encontre uma distração adequada para aqueles momentos em que o gato está sozinho. Você encontrará no mercado incríveis jogos de inteligência que farão com que seu gato gaste horas para encontrar uma solução, o mais popular é sem dúvida o gato kong.
  • Faça-o se sentir útil . Se o seu gato caça uma barata ou leva uma pomba morta ao seu colo, parabenize-o! Sabemos que não é agradável (é mais, com certeza que você deseja vomitar apenas para vê-lo), mas apesar de tudo, você terá que aceitá-lo como o que é: um presente. Descubra em milanospettacoli.com mais coisas sobre por que gatos trazem animais mortos.
  • Aumente o contato do seu gato com o sol e a natureza. Embora pareça que o sol esteja lá apenas, receber seus raios é muito benéfico para o humor e a regeneração.
  • Se o seu gato perdeu alguém, seja um membro da família ou outro animal de estimação, você pode tentar aliviar a dor, se for sociável. Adote um novo animal de estimação para fazer companhia um ao outro e ter um melhor amigo ao seu lado.
  • Estimule-o com catnip ou capim, embora você deva ter cuidado ao fazê-lo. Alguns gatos se tornam tremendamente excitáveis.

Estas são apenas algumas das causas que podem causar depressão no gato, mas existem muitas mais. Prestar atenção ao nosso animal de estimação e oferecer o melhor atendimento são as ferramentas mais eficazes para superar esse problema.

Casos graves de depressão em gatos

Se você seguiu o conselho mencionado acima por pelo menos uma semana e não observa uma melhora significativa no comportamento do seu gato, considere procurar um especialista .

O veterinário pode recomendar o uso de medicamentos, porque no mercado encontramos variantes de antidepressivos dedicados exclusivamente a animais. No entanto, esses tipos de drogas podem ter sérias conseqüências, criando animais viciados ou que requerem tratamento ao longo da vida. Terapias alternativas como a homeopatia também podem ajudar.

Sua escolha é escolher que tipo de tratamento seu animal de estimação receberá, mas sim, siga rigorosamente os conselhos do profissional para evitar que o problema se estenda ao longo do tempo. Não se esqueça que quanto mais arraigado o gato tiver o comportamento, mais difícil será tratá-lo.

Este artigo é meramente informativo, em milanospettacoli.com.com não temos poder para prescrever tratamentos veterinários ou fazer qualquer tipo de diagnóstico. Convidamos você a levar seu animal de estimação ao veterinário, caso ele apresente algum tipo de condição ou desconforto.

Se você quiser ler mais artigos semelhantes ao Meu gato está deprimido - Causas, sintomas e tratamento, recomendamos que você entre na seção Problemas mentais.

Recomendado

Deterioração ambiental: definição, causas e consequências
2019
As melhores lojas de animais de estimação em Barcelona
2019
Academia Internacional Artero
2019