Por que meu gato vomita espuma branca?

Ver arquivos de gatos

Embora muitos profissionais de saúde pensem que é normal que os gatos vomitem com frequência, a verdade é que episódios agudos de vômito ou vômito recorrente ao longo do tempo são sempre motivos de consulta veterinária e podem ter muitas causas diferentes. Neste artigo de milanospettacoli.com, focaremos na descrição dos mais comuns ao explicar por que nosso gato vomita espuma branca .

É bom verificar se o vômito é agudo (muitos vômitos em pouco tempo) ou crônico (1-2 vômitos diariamente ou quase não mais) e se, além disso, outros sintomas, como diarréia, devem ser comunicados ao médico. veterinário

Causas gastrointestinais de vômito de espuma

A razão mais simples por trás do vômito será a irritação do sistema digestivo, que pode ter causas diferentes. No momento do diagnóstico, será importante levar em consideração, além de se o vômito é esporádico ou persistente e se há ou não outros sintomas, como já dissemos, o conteúdo do vômito, pois pode ser espuma, comida, sangue ou até parasitas. No artigo, focaremos no motivo pelo qual o gato vomita espuma branca.

Algumas das causas gastrointestinais são as seguintes:

  • Gastrite : a gastrite em gatos pode ser aguda e crônica e, em ambos os casos, exigirá assistência veterinária. Na gastrite, ocorre irritação da parede do estômago, como quando qualquer substância como grama, alguns alimentos, medicamentos ou substâncias tóxicas são ingeridas; portanto, a intoxicação em gatos é outra causa de gastrite. Quando é crônica, podemos ver que o manto do nosso gato está perdendo qualidade. Se não for tratado, também apreciaremos o desbaste. Em gatos mais jovens, a alergia alimentar pode estar por trás da gastrite. Por tudo isso, deve ser nosso veterinário que identifica a causa específica e prescreve o tratamento correspondente.
  • Corpos estranhos : em gatos, o exemplo típico são bolas de pêlo, especialmente durante a estação da muda. Às vezes, esse cabelo acaba formando, dentro do sistema digestivo, bolas duras, conhecidas como tricobezoares, que podem se tornar tão grandes que não podem sair por conta própria. Assim, a presença de corpos estranhos pode causar irritação no sistema digestivo, mas também obstrução ou até intussuscepção (introdução de um segmento do intestino no próprio intestino), caso em que seria necessária uma intervenção cirúrgica.
  • Doença inflamatória intestinal : é uma das causas mais comuns de vômito em gatos e deve ser diferenciada de outras patologias como o linfoma. Nosso veterinário será responsável pela realização dos testes relevantes. Nesses casos, podemos ver que o gato vomita espuma branca e tem diarréia ou, pelo menos, decomposição, de forma crônica, ou seja, que não é corrigida com o passar dos dias.

Finalmente, observe que uma das doenças infecciosas mais conhecidas do sistema gastrointestinal, a panleucopenia felina, ocorre com vômitos e diarréia abundante, mas, nesse caso, geralmente são sangrentas. Além disso, o gato geralmente está com febre, fica desligado e não come. Este estado é uma emergência veterinária .

Outras causas de vômito de espuma

Às vezes, a causa que nos explica por que nosso gato vomita espuma branca não estará no estômago ou no intestino, mas em várias doenças que afetam órgãos como fígado, pâncreas ou rim. Algumas dessas condições são as seguintes:

  • Pancreatite : a pancreatite felina pode ser causada por diferentes causas e todos exigirão tratamento veterinário. Ocorre aguda ou, mais frequentemente, de forma crônica e pode concordar com outras doenças, como gastrointestinal, fígado, diabetes, etc. Consiste na inflamação ou inchaço do pâncreas, um órgão responsável pela produção de enzimas para digestão e insulina para metabolizar o açúcar. Entre os sintomas estão vômitos, mas também diarréia, perda de peso e pelagem ruim.
  • Compromisso hepático : o fígado desempenha funções importantes, como eliminação de resíduos ou metabolismo. Um mau funcionamento causará sintomas, muitos deles inespecíficos, como vômitos, falta de apetite ou perda de peso. Em casos mais avançados, ocorre icterícia em gatos, que é o amarelecimento das mucosas e da pele. Várias doenças, toxinas ou tumores podem afetar o fígado, portanto o diagnóstico e o tratamento veterinário serão essenciais.
  • Diabetes : o diabetes em gatos é uma doença comum em gatos com mais de 6 anos de idade, é caracterizada por uma produção inadequada de insulina, que é a substância responsável pela liberação de glicose nas células. Sem insulina, a glicose se acumula no sangue e os sintomas ocorrem. O mais comum é que vemos que nosso gato bebe, come e urina mais, apesar de não engordar, mas também podem ocorrer vômitos, alterações no pêlo, mau hálito etc. O tratamento, rigoroso, deve ser estabelecido pelo veterinário.
  • Compromisso renal: insuficiência renal em gatos é um distúrbio muito comum em gatos idosos. Os danos nos rins também podem ocorrer aguda ou cronicamente. A insuficiência renal crônica não pode ser curada, mas pode ser tratada para manter o gato com a melhor qualidade de vida possível. Portanto, é essencial procurar o médico veterinário assim que observarmos sintomas como aumento considerável na ingestão de água, alteração na excreção de urina, perda de apetite, desidratação, manto gasto, mau humor, fraqueza, feridas na boca, respire com cheiro estranho ou vômito. Casos agudos requerem atenção veterinária urgente.
  • Hipertireoidismo : a glândula tireóide está localizada no pescoço e é responsável pela produção de tiroxina. Seu excesso implica o desenvolvimento de um quadro clínico, principalmente em gatos com mais de 10 anos, que consistirá em perda de peso, aumento significativo da atividade (notamos que o gato não para), aumento da ingestão de alimentos e água, vômitos, diarréia, aumento da micção e, também, mais vocalizações, ou seja, o gato ficará mais "falador". Como sempre, será o veterinário que, após os testes relevantes, diagnostica a doença.
  • Parasitas : se o nosso gatinho vomitar espuma branca e não a desparasitamos internamente, pode estar infestado de parasitas internos. Nestes casos, também podemos observar que o gatinho vomita espuma branca e não come ou também tem diarréia, todo desconforto causado pela ação dos parasitas. Como dizemos, é mais provável que esta situação ocorra em gatinhos do que em adultos, uma vez que estes são mais resistentes a parasitas. Nosso veterinário irá recomendar alguns dos melhores produtos para desparasitar gatos.

Se você observar que a maioria dessas doenças apresenta sintomas semelhantes, é essencial consultar o veterinário imediatamente, pois, como dissemos, vômitos frequentes em gatos não são normais e devemos identificar a doença que os causa o mais rápido possível. Para iniciar o tratamento.

Evitar e tratar o vômito de espuma

Uma vez que as causas mais comuns que explicam por que um gato vomita espuma branca, veremos algumas recomendações sobre o que podemos fazer para prevenir e agir nessa situação. São as seguintes:

  • O vômito é um sintoma que não devemos deixar sem tratamento, recorrendo ao nosso veterinário para referência.
  • É uma boa idéia anotar os sintomas que observamos. No caso do vômito, devemos observar sua composição e frequência. Isso ajudará o veterinário a chegar a um diagnóstico.
  • Devemos fornecer ao nosso gato alimentos adequados para suas necessidades nutricionais, evitando alimentos que possam se sentir mal ou causar uma reação alérgica.
  • Também precisamos mantê-lo em um ambiente seguro para evitar a ingestão de qualquer objeto potencialmente perigoso.
  • Quanto às bolas de pelo, devemos escovar nosso gato, especialmente durante a estação da muda, pois isso ajuda a eliminar todos os pelos mortos que precisam cair. Também podemos contar com a ajuda de malte para gatos ou ração especialmente formulada para promover o trânsito capilar.
  • É importante manter um calendário de desparasitação interna e externa, mesmo quando nosso gato não tem acesso ao exterior. Nosso veterinário fornecerá as diretrizes mais adequadas, dependendo das circunstâncias.
  • Se o nosso gato vomitar uma vez e estiver de bom humor, podemos esperar, observando-o, antes de entrar em contato com o veterinário. Pelo contrário, se o vômito se repetir, apreciamos outros sintomas ou vemos nosso gato cariado, devemos ir diretamente ao veterinário, sem tentar tratá-lo por conta própria.
  • Finalmente, dos 6 aos 7 anos de idade, é conveniente que, pelo menos uma vez por ano, levemos nosso gato à clínica veterinária para uma revisão completa que inclui análises. Isso se justifica porque nesses controles algumas das doenças de que falamos mais cedo podem ser diagnosticadas, o que permite que o tratamento comece antes que os primeiros sintomas apareçam.

Este artigo é meramente informativo, em milanospettacoli.com.com não temos poder para prescrever tratamentos veterinários ou fazer qualquer tipo de diagnóstico. Convidamos você a levar seu animal de estimação ao veterinário, caso ele apresente algum tipo de condição ou desconforto.

Se você quiser ler mais artigos semelhantes ao Por que meu gato vomita espuma branca?, recomendamos que você vá para a seção Outros problemas de saúde.

Recomendado

Pragas e doenças do milho e seu controle
2019
Galeria de floresta: o que é, flora e fauna
2019
5 brinquedos caseiros para gatos
2019